terça-feira, 4 de Dezembro de 2012

Os Ratos São Cinzentos!


A minha família ganhou um novo membro... :)

Apresento-vos....

GODZILLA!!
:D



O Godzilla é um hamster sírio comum, ou pelo menos, era o que dizia no talão, quando o comprei... mas... ele não tem nada de comum!
Veio cá para casa por mero acaso. Um dia estava numa loja de animais perto de casa e ver os gatinhos e de repente... dirigi a minha atenção para as gaiolas dos roedores e eis senão quando...
Estava o Godzilla de focinho espetado, a olhar para mim, destacando-se dos seus demais! Com aqueles olhinhos super fofos a piscarem, pisc...pisc... e... foi amor à primeira vista! :)

Achei-o logo distinto de todos os outros. Tem aquelas manchinhas mais claras super fofas a rodearem-lhe os olhinhos e o focinho... é cinzento... e nisto, os ratos querem-se cinzentos, como alguém disse uma vez. :)

E pronto, o resto é história.
Ainda o fui namorar uns dias, sem me decidir, mas à ideia de alguém o poder comprar e um dia eu chegar lá para o ver e ele não estar... deu um aperto no coração!
Para além do mais, era chato ir lá de dois em dois dias, e dizer ao senhor da loja que 'vinha visitar o ratinho...'... já começava a ficar um pouco embaraçada da forma como me olhavam.

Trouxe-o comigo, numa caixinha e, desde aí, que tem vivido como lorde! :)
Sim, cá em casa tratamos muito bem os nossos animais.



Era super pequeno quando chegou. Era meio frenético e um pouco medroso, sempre que lhe tocava, mandava-se para o chão, de patas para o ar a guinchar como quem dizia 'Don't hurt me, don't hurt me!!!!'
Era hilariante! :D

Era tão pequeno e fugidio, que na sua primeiríssima noite cá em casa, fugiu da gaiola, com ela fechada!! Fiquei parva! Não percebia, parecia magia!! Como se alguém tivesse feito o rato evaporar-se! Gaiola intacta mas... sem hamster!

Lá o achei e voltei a pô-lo na gaiola. Mas umas horas depois, o mesmo. Parecia inacreditável!! Era o Houdini, o raio do bicho! Lá me dispus a vigiá-lo durante a noite, para ver se o apanhava.




E pois bem: cá está!!Apanhado em flagrante!! Mesmo a dar uma de Os Condenados de Shawshank! O olhinho fechado e tudo, a espremer-se todo entre as grades!

!!BUSTED!!




E depois ficou ali assim, feito totó, suspenso no ar.
Percebi que a gaiola tinha um problema, as grades eram muito maleáveis e ele espremia-se  todo, mas conseguia sair.
Tive de arranjar outra gaiola, mas por uns dois dias, enquanto não arranjava, dormiu com um balde em cima, olarila!

Numa das vezes que se escapuliu, andei à procura dele e ouvi um restolhar perto da janela do escritório...
Fui ver e dei com isto:




Que bonito espectáculo... estava tão entretido que nem deu por mim. Só visto... contado ninguém acreditaria.



Depois meteu-se com este ar pasmo, todo coberto de serradura, o magano do rato!



A avaliar pelo tamanho do rombo, já devia estar naquele fartote há umas boas horas...



Ele e o Chipie já foram apresentados. :)




Seria de pensar que o Chipie lhe fizesse a folha ( e estou em crer que, tendo oportunidade, era capaz de lhe dar umas sapas...) mas passam muito tempo juntos. 
Com as grades pelo meio, claro. :)





Gosta muito de passear e solto-o muitas vezes. Apesar da gaiola nova ser uma réplica do hotel Hilton para hamsters (é enorme e tem dois pisos, com uma escada, etc... mesmo deluxe!) gosto de o deixar andar à vontade pelo quarto.

E por... errrr... outros locais. :)




Anda a aprender a fazer tricot comigo e o meu objectivo a curto prazo é... metê-lo a andar neste skate em miniatura, muhahaha! :D




Tenho mais ideias, como uma casinha com coisas em miniatura (vocês já sabem o que a casa gasta, por aqui, enfim...), mas isso será mais para a frente, primeiro preciso de o domesticar.

Ahh... mas do skate... ele não se livra! ;)



*****


quinta-feira, 12 de Julho de 2012

♥ O meu infinito particular ♥





Eis o melhor e o pior de mim...
O meu termômetro, o meu quilate."



" Vem, cara, me retrate,


" Não é impossível
Eu não sou difícil de ler..."



Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte."



Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim..."



"Só não se perca ao entrar...
... no meu infinito particular."



"Em alguns instantes, 
sou pequenina e também gigante..."


"Vem, cara, se declara, 


" O mundo é portátil,
Pra quem não tem nada a esconder."



" Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo..."



" Vem cá, não tenha medo..."


" A água é potável
Daqui você pode beber."



" Só não se perca ao entrar...


... no meu infinito particular."

 



sexta-feira, 22 de Junho de 2012

♥ Uma música ♥


(ouvir a música até ao fim vale a pena)




 


Aquela música não me sai da cabeça...

Uns acordes de esperança e de beleza... de contemplação. Da vida. Como se a observássemos de fora. Como já a tendo vivida.
Depois, umas notas de paz, de conclusão. Na sua essência, tristes. Melancólicas. 
Como alguém que começa uma história. "Aconteceu assim (...) e depois aquilo (...)... e, por fim, acabou."
Como quem termina uma frase.
Ou como quem acaba um livro.

Uma paisagem imensa. Umas montanhas, como aquelas do livro da Mafalda, em que ela as contempla e pergunta ao pai se Deus existe...

Um vale. 
Com nuvens no céu. 
O sol a pôr-se (conclusão).
Tons avermelhados e púrpuras rasgam o céu.
Um lago reflecte-o.
E reflecte as árvores. E as montanhas.

E eu... pequenina, cá no cimo... de olhos húmidos e de braços abertos... enquanto o vento sopra, eu sinto-o na face.

(27.02.2006)



 ♥



sábado, 2 de Junho de 2012

♥ Retratos ♥

Retratos tirados por um amigo meu, para um projecto de curso.
Portraits taken by a friend of mine, for a school project.

















Cru. Sem maquilhagem. Só eu.
Raw. No makeup. Just me.


segunda-feira, 21 de Maio de 2012